ECOTURISMOTURISMO

Parque Nacional de Yosemite

Tudo que você precisa saber sobre esse paraiso de belezas naturais

O Yosemite National Park fica localizado nas montanhas da Serra Nevada, região leste do estado da Califórnia. Muito famoso por suas belas e enormes cachoeiras, sequoias gigantes e imensos penhascos de granito, o parque está em terceiro lugar no ranking dos mais visitados dos EUA e em 1984 foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Além das inúmeras belezas naturais, o local ainda abriga diversas opções de estabelecimentos, como restaurantes e hotéis, para os mais de 4 milhões de turistas do mundo todo que o visita durante o ano.

Quando ir ao Parque Nacional de Yosemite

Com uma extensão de 3.028,8 km², o Yosemite Park é capaz de encantar os visitantes durante as 4 estações do ano, tendo suas particularidades em cada uma delas. As atividades ao ar livre são inúmeras, já que o contato direto com a natureza é possível desde as belas cachoeiras, até as encantadoras trilhas ao longo de todo o parque, que podem render lindas fotos e vídeos.

Além da paisagem, a quantidade de atrações abertas para visitação, pode mudar de acordo com a estação do momento, principalmente durante o inverno, já que a neve acaba fechando boa parte das estradas e o acesso pode ficar um pouco restrito. A vantagem é que durante a estação gelada, o parque oferece diversos tipos de esporte de inverno, como snowboarding e várias opções de esqui. É possível, por exemplo, alugar equipamentos e contratar aulas de esqui na Yosemite Ski & Snowboard Area School. O parque não fica tão cheio durante o inverno e você consegue ter mais tempo para explorá-lo.

Se você deseja apreciar as lindas cachoeiras, os penhascos, fazer trilhas e observar os animais que vivem no parque, então a melhor época é durante a primavera e início do outono. A alta temporada é, sem dúvida, durante o verão, entre os meses de junho e agosto. É quando o parque está mais agitado, principalmente com turistas americanos, devido as férias escolares. Os lagos se transformam em praias, e as boias coloridas enchem de cor as águas tranquilas do rio Merced. Passeios como trilhas, cavalgadas e pescarias são
uma ótima sugestão nessa época. A dica é fazer as reservas com antecedência, pois durante o verão a hospedagem se esgota bem rápido.

6 atrações imperdíveis do Parque Nacional de Yosemite

As belas cachoeiras do Yosemite

A primavera é com certeza a melhor estação para se apreciar as lindas e enormes cachoeiras do parque, pois é nessa época, em que o gelo derretendo nas montanhas, tornam as quedas d’água ainda mais intensas e com diferentes proporções. O parque possui nada menos do que 21 cachoeiras e a base delas, geralmente podem ser visitadas através de deliciosas e tranquilas caminhadas. Entre as principais e mais famosas cachoeiras do parque, está a Yosemite Falls, considerada a quarta cachoeira mais alta do mundo, com 739 metros de altura e duas diferentes quedas. A Lower Yosemite Falls (parte baixa) e a Upper Yosemite Falls (parte alta), que são verdadeiros espetáculos esculpidos pela natureza do local.

Assim, como outras cachoeiras que existem por lá, ela é uma cachoeira sazonal, ou seja, aparece mais durante a época das chuvas, resistindo um pouco durante o degelo das águas e sumindo quase que completamente durante o período mais quente do verão. Seu auge depende muito da estação do ano e principalmente da quantidade de chuva que a atingiu durante a temporada. Outra cachoeira, que embora seja pequena, merece ser vista por todos os visitantes, é a Horsetail Fall. Sua queda ocorre no lado leste do paredão de granito El Capitan e é conhecida como a “cachoeira com fogo”, já que possui um fenômeno natural, que a faz parecer estar em chamas quando reflete a luz alaranjada do pôr-do-sol, em meados do final de fevereiro. Ocorre apenas a noite com céu claro e até mesmo pouca neblina pode diminuir ou eliminar o efeito.

El Capitan, famoso paredão de granito

 

El Capitan, famoso paredão de granito

O enorme paredão de granito, El Capitan é simplesmente uma das formações de pedra mais admiradas em todo o mundo. Com 910 metros de altura, está localizado na parte norte do Vale de Yosemite e pode ser facilmente visto de diversos ângulos do parque. É um dos principais pontos de interesse de diversos alpinistas que visitam a Califórnia, pois a sua escalada é considerada uma das mais difíceis do mundo.

Para quem gosta de aventura, é possível se inscrever para aulas de rapel na Yosemite Mountaineering School, escola de escalada do parque, que oferece aulas diárias a partir das 8h30 da manhã. Há diversos programas adicionais que incluem aluguel de equipamentos de escalada e para acampamento, caminhadas em grupo, viagens guiadas durante a noite e durante o inverno, além de aulas de esqui cross-country, tradicional esporte de inverno. No site oficial do Yosemite National Park, é possível encontrar todas as informações sobre a escola e os guias do local e também sobre como fazer as reservas e se preparar para as aulas.

Glacier Point e sua vista impressionante

 

Glacier Point

O Glacier Point tem, sem dúvida, uma das vistas mais esplêndidas do Vale de Yosemite. É o mirante mais famoso e disputado do parque, localizado na encosta sul do parque, com uma altura de 2.199 metros. Do alto do mirante é possível observar partes importantes do parque, como a Yosemite Falls, a Vernal Falls e a Nevada Fall. A estrada que dá acesso ao local, é sazonal e costuma ficar aberta entre o mês de maio e meados de outubro, dependendo muito do inverno, já que a estrada fecha quando começa a nevar, reabrindo novamente somente no ano seguinte. A dica é sempre consultar antes o site oficial do Yosemite Park e conferir os avisos e informações que ficam disponíveis para os visitantes. É também durante o inverno que o local é aberto para esquiar ou testar os snowshoes, sapato próprio para andar na neve, capaz de distribuir o peso da pessoa em uma área maior, para que não afunde completamente. As trilhas são ótima opção para quem deseja subir até o mirante nessa época em que as estradas se encontram fechadas para os veículos. Uma boa opção é o Glacier Point Tour, um tour guiado de 4 horas, que vai parando nos principais mirantes do caminho. Geralmente, há duas saídas diárias, uma às 8h30 e outra às 13h30, os ingressos são pagos e custam em média, a partir de 52 dólares por pessoa, ou 26 dólares só a subida, podendo fazer a descida a pé e sem gastar.
Está previsto para 2021, o fechamento de todo o tráfego da Glacier Point Road, para reabilitação e melhorias da estrada. O único acesso então, será por meio das trilhas 4 Mile Hike, com 7,7km só de ida, a Panorama Trail, com 13,6km (também só ida), e a trilha Pohono.

Half Dome Village, coração do parque

É nessa área do Yosemite Park que ficam as famosas cabanas de lona onde boa parte dos visitantes costuma se hospedar. O “centro" da Village oferece ainda diversas lojas, restaurantes, minimercados e um centro de informações e guias para os turistas. É nessa área que você vai encontrar mapas, avisos e orientações sobre eventos, horários e lugares para se visitar no parque. Ponto ideal para se fazer deliciosas refeições e para comprar lembrancinhas e guardar como recordação do Yosemite National Park. Durante o verão, é também o ponto central para pegar o ônibus que circula nos principais caminhos e atrações do local, e vale lembrar que o ônibus é de graça, o que é melhor ainda.

Mariposa Grove e suas sequoias gigantescas

Mariposa Grove

O Mariposa Grove está localizado no sul do Yosemite Park, e é o maior bosque de sequoias do parque, abrigando mais de 500 sequoias gigantes maduras. Impossível caminhar pelo bosque sem ficar admirado com a beleza das enormes árvores, as mais antigas estimadas em milhares de anos.

Há algumas árvores muito famosas e que chamam bastante a atenção, como é o caso da Bachelor and Three Graces, The Grizzly Giant e California Tunnel Tree, esta última tem um túnel que atravessa toda sua base, e tem tamanho suficiente para atravessar um carro, foi cortada em 1895 e permanece desta forma desde então.
O bosque passou por um projeto de restauração recentemente, ficando fechado de 2015 até 2018, quando foi reaberto. Diversas melhorias foram feitas na área, trazendo muitas novidades para o Mariposa Grove.
Há uma linha de ônibus circulares para o acesso ao Mariposa Grove, que conecta ocentro de visitantes Mariposa Grove Welcome Plaza à entrada do bosque e opera entre os meses de março a outubro. Durante o inverno o acesso é feito somente a pé e são cerca de 6,5km de subida até o bosque.

Exposições, palestras e passeios a cavalo

Para quem é amante das artes, há no parque, a famosa Galeria Ansel Adams, com diversas obras do artista que deu o nome à galeria, fotógrafos contemporâneos e outros artistas plásticos. O local oferece ainda uma variedade de passeios fotográficos, além de aulas e oficinas ao longo do ano. A programação pode ser acompanhada pelo site oficial do parque.

Há também outras oficinas que se reúnem no Happy Isles Art and Nature Center, que fica próximo a parada de ônibus 16. São aulas de arte lideradas por instrutores voluntários, especialistas em seu meio artístico. São promovidas da primavera ao outono, custam em média de US$20 a US$30 por pessoa, para maiores de 12 anos. Há também o programa Outdoor Adventures da Yosemite Conservancy, que oferece seminários de fotografia e arte em todo o parque.

Outra opção muito bacana são as palestras ao redor das fogueiras dos campings e a observação de estrelas do Glacier Point, que são oferecidos durante os meses de verão.

Mais informações e horários podem ser encontrados no jornalzinho gratuito que é distribuído na entrada do parque, e também no centro de visitantes localizado na Half Dome Village.

Para quem aprecia o contato com os animais, há 3 diferentes estábulos no parque, que oferecem passeios de cavalo (ou mula), de 2 horas, 4 horas ou passeios durante o dia inteiro. Os estábulos ficam localizados no Yosemite Valley, aberto de abril a outubro; no Tuolumne Stable, aberto apenas durante o verão e o Wawona Stable, aberto entre os meses de maio e setembro. Os passeios são muito concorridos, por isso procure fazer a
reserva com certa antecedência. Os preços variam de US$70 a US$144, dependendo a opção escolhida.

Como chegar ao Parque Nacional de Yosemite

O principal ponto de partida para chegar ao Yosemite National Park é a cidade de SanFrancisco, são 3 horas e meia de carro em uma estrada fácil e tranquila. As principais distâncias do parque também são Los Angeles a 449km, Las Vegas a 734km, Lake Tahoe a 309km e Napa Valey a 300km. Com certeza, a opção mais prática é ir de carro, pois a estrada em Yosemite é bem sinalizada, só fique atento na hora de abastecer o veículo, pois a quantidade de postos de gasolina no parque é limitada e o preço é mais alto.

A dica é encher o tanque em Groveland, Mariposa ou Oakhurt, dependendo da rota que escolher. Dentro do parque, os postos devem ser pagos com cartão de crédito e ficam localizados em Crane Flat, El Portal e durante o verão em Toulumne Meadows e Wawona. As distâncias são longas, e como não há postos no Yosemite Valley, é melhor se prevenir abastecendo antes de pegar esse caminho.

Outra dica importante é baixar os mapas off-line com antecedência ou tê-los impresso, pois não há sinal de telefone na área do Yosemite, portanto o GPS do celular poderá não funcionar.

Para quem prefere não dirigir na viagem, a dica é se hospedar fora do parque e utilizar o ônibus Yarts, linha que faz o transporte de Yosemite para cidades vizinhas. As saídas são das principais cidades da região e custam a partir de 15 dólares por dia, variando de acordo com o local em que você estiver hospedado. A disponibilidade e frequência do ônibus variam de acordo com a estação do ano, por isso fique atento!

Alimentação no Parque Nacional de Yosemite

Você pode encontrar diversas opções para realizar as suas refeições enquanto estiver no parque e a maior parte dos restaurantes e lanchonetes ficam concentradas no Valley. Há o famoso Mountain Room, localizado no Yosemite Lodge at the Falls, fica aberto das 17h30 às 20h e as reservas são aceitas apenas para grupos de 8 ou mais pessoas. Outra opção é o The Ahwahnee, restaurante mais luxuoso do parque e está sempre lotado. É preciso fazer reserva antes e durante o jantar, o traje casual chic é obrigatório (camisa e calça para homens e saia, calça ou vestido para as mulheres).

Há também as opções mais rápidas, práticas e muitas vezes até mais baratas do que os restaurantes. Como as lanchonetes, pizzarias ou cafés localizados no Valley, Half Dome Village, Glacier Point, White Wolf e Tuolumne Meadows. Uma alternativa é a Degnan’s Kitchen, que fica aberta das 7h às 18h e oferece opções como sanduiches de delicatessen, saladas exclusivas, pizzas artesanais, rosquinhas frescas, assados e uma grande variedade de cafés, refrigerantes e outras bebidas.

Para quem deseja fazer um picnic, há os supermercados que vendem diversas opções de produtos. Tem o Village Store, que mistura supermercado (oferecendo também produtos diferenciados como queijos e vinhos), com loja de presentes e livros do parque. Fica aberto das 8h às 20h.

Outro supermercado com grande variedade é o Ahwahnee Sweet Shop, que oferece produtos com trufas, chocolates, snacks e vinhos locais, entre outros. Fica aberto das 7h às 22h. Nos locais como: Yosemite Valley, Wawona, Crane Flat e El Portal, você consegue encontrar supermercados menores, porém, com uma grande variedade de produtos também.

Caso você decida levar os próprios alimentos e fazer picnics, atente-se aos cuidados que devem ser tomados, e as orientações a serem seguidas pelos visitantes do parque. Os alimentos devem ser armazenados corretamente, seguindo as informações que constam no jornalzinho que todos recebem na entrada do Yosemite. Há diversos ursos no local e com um ótimo olfato, capazes de reconhecer os alimentos nas caixas de isopor e sacolas de supermercado.

Hospedagem no Yosemite Park

A principal forma de hospedagem do Yosemite Park e também a mais comum entre os turistas, são as famosas cabanas localizadas no Half Dome Village. São pequenas “casinhas” com estrutura de madeira, com uma lona por cima. São simples, mas, bem equipadas e confortáveis, possuem colchões e travesseiros, além de disponibilizarem lençóis, cobertores e toalhas para os hóspedes.

As cabanas costumam ter capacidade para até 5 pessoas, e em suas portas normalmente ficam as caixas “anti-urso”, onde deve ser estocado tudo que tem aroma, como comidas e produtos de beleza. Medida de proteção do parque que deve ser obedecida e respeitada pelos turistas.

Há diversos banheiros espalhados pelo camping, são de uso compartilhado e possuem cabines individuais para banho, com água quente e sabonete líquido disponível. O estacionamento do local é limitado e é necessário deixar sempre visível o papel com a permissão para estacionar na área, pois, eles conferem a autorização todos os dias. Há ainda na área do camping, uma enorme lanchonete, onde são servidas as refeições, o café da manhã geralmente acontece a partir das 7h. Ao longo do dia, há refeições com cardápios variados e também são servidas pizzas até as 22h.

O parque oferece também diversas opções de hotéis e grande parte das acomodações dentro e ao redor do Yosemite permanecem abertos durante todo o ano, alguns oferecem inclusive eventos e pacotes especiais para os hóspedes. Vale lembrar que as reservas devem ser feitas com pelo menos 6 meses de antecedência, principalmente para que quiser desfrutar dos hotéis mais famosos do local.
Como é o caso do Yosemite’s Ostrander Ski Hut, casa de dois andares, que foi construída em 1941, é toda de pedra e tem cômodos bem rústicos, capazes de acomodar até 25 visitantes. Fica a aproximadamente 16km de Badger Pass e todas as rotas exigem experiência de esqui. Fica aberta normalmente de dezembro até o final de março.

Há também o Yosemite Valley Lodge, localizado no Valley, e apesar de estar sempre lotado, é uma opção mais acessível para grupos e famílias. O Wawona Hotel fica localizado próximo a entrada sul do parque, perto das sequoias de Mariposa grove, é também uma construção histórica no estilo Vitoriano.

O Yosemite oferece 13 espaços para camping diferentes, com estruturas diversificadas, alguns próprios para Motor Homes, outros para barracas, e todos possuem banheiro com água encanada, mas não possuem chuveiros. 7 desses campings funcionam com sistema de reserva antecipada, abrindo sempre no primeiro dia de cada mês, com 5 meses de antecedência. Os espaços custam em média de 10 a 20 dólares e podem comportar até 2 carros e três barracas.

Taxa de entrada do Yosemite National Park

Os passes de entrada do parque custam US$35 por veículo (carro não comercial, camionete, trailer ou van com 15 ou menos assentos de passageiros);
Para motocicletas o valor é de US$30;
Ônibus e bicicletas custam US$20 por pessoa com 16 anos ou mais.

Esses passes são válidos por 7 dias, podendo sair e entrar do parque. Há também a opção de passe anual, que custa US$70 por pessoa. Todas as entradas do Yosemite ficam abertas 24h por dia (com exceção da Hetch Hetchy), e caso a estação de entrada estiver fechada, você consegue fazer o pagamento na saída. Há também o America is Beautiful, passe no valor de US$80 por pessoa, que dá acesso por 1 ano a todos os parques nacionais dos EUA.

Vale lembrar que em 2020, há alguns dias especiais em que as taxas de entrada serão dispensadas. Esses dias são:
20 de janeiro (dia de Martin Luther King Jr.);
18 de abril (primeiro dia da Semana do Parque Nacional);
25 de agosto (aniversário do Serviço Nacional de Parques);
26 de setembro (Dia Nacional da Terra Pública);
11 de novembro (dia dos Veteranos).

Veja Também

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar